quarta-feira, novembro 16, 2005

Com o Francisco no Paço…

foi lombo não anho, mas em Anha foi no Paço.
"
Pois, é chegou a épocas das ditas quentes e boas mas…, fartei-me de comer nozes, "bém bô"…
Pipa de Jeropiga do Paço, um terrorista em potência, os nossos guardas nunca lhe tocam sem que chegue a brigada de sapadores anti-minas.
Bém e a música?
Durante as ditas, e depois do jantar, como um bolo com camadas, poesia e intervenções do nobre Nóbrega que apresentou o seu último livro para surpresa de muitos, até eu!
Um fim de festa na cozinha, para mim e não me considero suspeito, o melhor do Paço, não sei se o rei lá alguma vez patinou isto é, entrou? Eu estive lá!
O Gonçalves ofereceu-nos o livro do José Azevedo Nóbrega, estando presente, brindou-nos com uma dedicatória autografada.
Entrega simbólica com ritual sóbrio e breve por parte do Senhor Alpoim, de diplomas de apreciador, não só do vinho mas também do espaço, tudo na sala de jantar. Referiu ainda que, já há muitos anos que não ouvia um som tão prazeroso por parte de um grupo musical.
Despedidas breves de um até já, é pena não termos chegado mais cedo, uma visita demorada aos tais 50 hectares tinham sido do nosso interesse.
Obrigado ao Francisco Gonçalves pelo convite.

2 comentários:

Tatiana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Nuno Vieira disse...

http://www.gaitadefoles.net/

vê lá este site...

abraço